10/30/2012

Thought of You - 18º Capitulo

Quando ele te deita, eu só poderia morrer por dentro. Isso apenas não parece certo, porque eu posso amar você mais do que isso, posso amar você mais do que isso - More than this, 1D




Desliguei o notebook e o fechei, levantei da cama e o coloquei novamente em cima da mesa, depois deitei novamente na cama, esperando o sono chegar, depois de um tempo ele veio e então apaguei.

Acordei de manhã com o meu despertador tocando e o desliguei sentando na cama e logo em seguida levantando e indo em direção ao banheiro. Fiz minha higiene pessoal e voltei pro quarto, abrindo o guarda-roupa e escolhendo um short curto com uma "camisa social", dobrei um pouco as mangas e coloquei meu cinto e meu sapato, já ficando pronta.

Peguei meu celular e escolhi minha bolsa preta e branca pra ir ao colégio hoje. Coloquei o mesmo no bolso e sai do meu quarto fechando a porta e descendo as escadas em direção a cozinha. Assim que cheguei dei bom dia e um beijo em Maria e abri a geladeira pegando uma fruta, me sentei na bancada e dei uma mordida, antes de agir sobre o que Maria havia falado, depois deu reclamar da demora do Justin.

Maria: Ele já está no carro te esperando. ~riu
Mel: Nossa, mas já?
Maria: Sim, ele tem que chegar um pouco mais cedo hoje pra resolver sobre a viagem que o time dele vai ir. 
Mel: Ok ok, beijos Maria. 

Disse e sai correndo, encontrando Justin quase saindo do carro, acho que ele viria me chamar, mas assim que me viu entrou novamente no carro, entrei logo em seguida e ele me olhou rápido, ligou o carro e saímos da garagem sem falar nada. No caminho ele olhou pra mim e sorriu, finalmente foi educado em me dar bom dia. 

Jus: Bom dia Mellanie. 
Mel: Bom dia Jus. 
Jus: Jus? ~riu~ Desde quando me chama assim?
Mel: Desde agora, algum problema?
Jus: Não... nenhum. ~voltou sua atenção para a rua sorrindo
Mel: Que bom. 
Jus: Vou te chamar de Mel, ok? Todo mundo te chama, por que eu não posso também, né?
Mel: Claro, gosto quando me chamam assim.
Jus: Por que se acha doce como o mel? ~riu~ Iludida, apenas. 
Mel: Não idiota, por que tem a ver com meu nome e é um apelido, vamos dizer... fofo (?) ~ri e lhe dei um tapa no ombro
Jus: Agora ta explicado. 
Mel: Você é um tapado mesmo. ~ri
Jus: Igual a você doce Mel. ~rimos da sua frase duplo sentido.

Fomos o caminho inteiro cantando e dançando You da one da linda da Rihanna, e quando chegamos no colégio Justin estacionou o carro e logo saímos do mesmo, Justin passou seu braço em meu pescoço me dando um beijo na bochecha, envolvi sua cintura com meu braço e assim fomos até adentrar o colégio. Assim que encontramos nossos amigos, cada um foi ao encontro do seu, Justin foi atrás dos meninos e eu fui atrás das minhas gatinhas, Liz, Fer e Julie. 

Mel: Bom dia gatinhas. ~sorri e as abracei
Elas: Bom diaa. 
Mel: Qual a boa de hoje? 
Liz: Fiquei ontem com o Vitor. ~disse ela com os olhos brilhando
Mel: Eu disse a boa Liz. ~disse entendiada 
Liz: Ah Mel, isso foi bom demais pra mim, me deixa. ~cruzou os braços e fez beicinho
Mel: Awn, magoou?
Liz: ~concordou com a cabeça~
Mel: Então desculpa, vamos voltar o tempo. ~fingi rebobinar o momento e elas riram~ Qual a boa de hoje LIZ? ~sorri pra ela
Liz: Hum... chata, fiquei com o Vitor ontem, chato isso né? u.u
Mel: Nãooo, isso é maravilhoso. ~a abracei contente dando pulinhos com ela

As meninas só faltavam mijar de tanto rir, paramos com nossa maluquice assim que o sinal para as primeiras aulas tocou e então fomos juntas pra sala de aula.

Justin Narrando...

O treinador tinha nos pedido pra chegar mais cedo pra termos uma pequena reunião sobre a viagem que faríamos, não sei pra onde, com o time. Quase todos já estavam lá, só faltava eu mesmo pra ele começar a falar, assim que cheguei, fui me sentando junto com os outros na arquibancada e então ele lá de baixo começou a falar. 

(o treinador de chamará Marcos, ok?)

Marcos: Então time, estamos aqui hoje por que como vocês sabem, recebemos um convite para jogar fora de "casa". Porém não sabiam o local e o dia que iríamos, certo? Mas hoje estarei esclarecendo tudo de vez pra vocês e bom... acho que vão ficar contentes em jogar fora do país. 

Nossa, então... vamos sair do País? isso é... incrível. Logo ele continuou falando:

Marcos: Como todos sabem o Sparks é um time muito bom e foi escolhido pra ser visitante e jogar contra uma universidade muito conhecida por lá. Mas com certeza vocês não fazem ideia de onde iram jogar, gosto de deixar um suspense no ar... é legal ver vocês, curiosos. ~riu

"Fala logo treinador" ~gritou Logan angustiado

Marcos: Vocês são chatos. ~rimos~ Mas enfim, vocês iram passar 1 semana inteira fora daqui, chato isso né? 

O treinador disse caçoando com a nossa cara, pois isso é incrível e ele sabe que adoraríamos ficar longe de estudar, pra ir "passear a trabalho". 

Marcos: Mas então time, o time deles lá também é muito bom, falo isso por que já fui pra lá e é um dos melhores times de lá que já assiste. Então quero ver empolgação, animação e determinação de TODOS vocês.

"Para de enrolar treinador" ~disse Vitor, fazendo todos rirem, inclusive o treinador

Marcos: Aff, vocês acabam com a minha felicidade. ~disse parecendo frustado, todos rimos~ Mas enfim, direi logo onde iremos jogar. 

"Quem vai jogar será nós e não o senhor, treinador." ~algum dos meninos falaram, e eu já não me aguentava de tanto rir com esses idiotas.

Marcos: Mano, vocês entenderam, vão se ferrar. ~disse nos mostrando o dedo e rindo em seguida~ Enfim, vou parar de enrolar... vocês iram jogar no Brasil. 

Wow, não pode ser! Isso é maravilhoso, é incrível. Mano, quantas vezes já falei incrível hoje? enfim u.u Vi todos comemorarem e entrei no meio, fomos pro meio da quadra e puxamos o treinador junto e começamos a fazer zona. Nossa treinador é bem animado, isso deixa tudo mais tranquilo e o momento descontraído. Assim que terminamos isso, ele saiu meio tonto da nossa roda e foi ai que tornamos a rir, logo depois o sinal pra próxima aula tocou e ele nos dispensou, saímos de lá e fomos direto pra nossa sala. Aliás, cada um foi pra sua devida sala, não é por que somos um time, que quer dizer que estudamos todos juntos, até porque só daria homem na sala, e não teria graça alguma.

Mellanie Narrando...

Assim que o sinal pro intervalo tocou, nos levantamos e saímos de sala. Andávamos juntas em direção ao banheiro, entramos pra ver como estávamos e retocar o batom, assim que saímos nos deparamos com um garoto bem bonito por sinal, mas ele usava óculos e parecia bem privado das coisas, ele segurava livros que ao se trombarem comigo caiu no chão, ele pediu desculpas ao mesmo momento que eu e se abaixou para pegá-los, fiz o mesmo e o ajudei. 

XxXx: Obrigado. ~sorriu de lado

Sua voz era bem bonita, ele era fofo, meio "desajeitado" com as coisas, mas parecia bem fofo. 

Mel: ahn, nada... como se chama? ~sorri simpática 
XxXx: Me chamo Eduard. 
Mel: Prazer  Eduard, me chamo... ~ele me interrompeu
Ed: Mellanie... eu sei. ~sorriu de lado

Mas.como.assim? Acabei de conhecê-lo. 'o'

Mel: Como? 
Ed: Vejo algumas pessoas falando de você por aqui. Os garotos "populares" da minha sala vivem falando e as "patricinhas" também. 
Mel: Mas... ~as meninas me interromperam, enquanto andávamos lentamente com o Eduard
Elas: Nós vamos andando na frente ok? vamos pro refeitório, nos encontre lá. ~disseram e eu assenti

Voltando ao assunto... 

Mel: Falam de mim? mas por que?
Ed: Ah não é da minha conta né, mas eu escuto de vez em quando. Os populares ficam falando coisas do tipo: "nossa, eu tenho que pegar aquela gostosa da Mellanie" e as patricinhas vivem falando mal de você, deve ser inveja, por que você é muito linda. ~sorriu envergonhado
Mel: Awn, muito obrigado Eduard. ~sorri~ Mas então, você faz parte de que grupo na sala? ~queria tirar essa minha dúvida
Ed: Dos nerd's. 
Mel: Imaginei. ~sorri

Fomos caminhando juntos até o refeitório, Eduard tinha me dito que eu não era como ele imaginava, pois bem... achou que eu era metida como meu "irmão" que agora geral do colégio já sabe, mas eu disse que sou completamente diferente, até por que não sou irmã de verdade do Justin. Mas eu também disse que Pattie, soube o criar, ele não que não conseguiu entrar nos eixos. 

Assim que entramos fomos pegar nossos lanches, eu estava na frente e a tia colocou na bandeja o que pedimos, quando estávamos indo em direção a mesa um dos populares do colégio chegou cheio de marra e puxou a bandeja da mão de Eduard, que tentou puxá-la de volta porém não conseguiu e então ele gritou "Me devolve minha bandeja e vai pegar a sua", o garoto simplesmente colocou a bandeja na mesa dele e empurrou Eduard o fazendo cair no chão. O garoto se aproximou de Eduard no chão e começou a socar seu rosto, me desesperei e tentei afastar o garoto do Eduard porém ele acabou me dando um soco na boca sem querer, mas mano, esse garoto é forte hein. Coloquei mão na boca sentindo aquela dor do soco e vi que já estavam todos parados olhando aquilo sem fazer absolutamente NADA. Vi Justin parado olhando e rindo daquela cena, mano ele ria olhando aquilo... como pode? 

Mel: Justin? 

Gritei pra ele, que assim que olhou pra minha boca sangrando me olhou preocupado.

Mel: Justin, ajuda ele, por favor. ~gritei desesperada vendo o garoto sendo espancado por causa de um simples lanche

Justin ficou parado me olhando por uns segundos e depois olhou pro garoto batendo no Eduard e não pensou duas vezes, indo apautar a briga desses dois, como eu o pedi. Vi Justin puxar rapidamente o garoto na camisa por trás e o empurrar no chão, me agachei na frente do Eduard que estava quase imóvel no chão e o abracei. Meus olhos estavam cheios de lágrimas, mesmo eu não o conhecendo direito, vi que ele é um bom garoto e não merecia isso só por causa de um misero lanche, esses garotos são uns idiotas que acham que podem judiar de uma simples pessoa, por ela ser NERD? ah mano, tomar no cu eles não querem né?!

Vi Justin agachar na frente do idiota covarde e gritar bem na sua cara um: "Vai pra secretária seu imbecil", por um momento me senti bem escutando aquilo, pelo outro eu estava cercada de dúvidas... Se Justin ria daquela situação no momento em que a briga começpi, porque ele foi apautar a briga com extrema raiva do "seu amigo"? Por que com certeza Justin conhece ele, são tudo do mesmo grupo. 

Balancei a cabeça afastando esses meus pensamentos desnecessários do momento e vi Justin carregá-lo pega cola da camisa. Assim que sumiram da vista de todos, voltaram a se sentar como se nada tivesse acontecido, tipo... como assim? Eu ainda estava agachada com o Eduard no meu colo e as meninas nesse momento estavam agachadas do meu lado. 

Liz: Tadinho do garoto. 
Ju: Mano o Léo é ridículo, na boa. 
Fer: Concordo.

Então era esse o nome do imbecil? hum, bom saber. 

Mel: Fer, chama o carinha da enfermaria pra pegar o Eduard, por que nenhum idiota que presenciou a briga fez isso, faz esse favor gatinha. 
Fer: Ok. ~disse se levantando
Mel: Ah Fer, pede pra ele trazer a maca por que o Eduard parece estar sentindo muita dor e não vai conseguir andar até lá.
Fer: ok ok. 

Fer saiu de lá correndo e então eu tentei falar com o Eduard, que estava com o rosto todo roxo, e com seu nariz e sua boca sangrando.

Mel: Hey Ed, como está se sentindo?
Ed: M-minha cabeça e m-meu corpo doem. 
Mel: Hey, fica tranquilo que o enfermeiro já ta vindo.
Ed: Obrigado Mellanie, você é um anjo. ~sorriu de lado ainda com o colo em minha perna
Mel: Que isso, imagina. ~sorri e então Fer chegou com o enfermeiro

Ele pediu a ajuda de alguns garotos ali pra colocar Eduard na maca e então o levou pra enfermaria, eu fui junto, disse pras meninas pra elas terminarem de comer o lanche delas e elas não insistiram e foram e voltaram pra mesa, e o meu lanche? ah deixa pra lá... com certeza alguém vai comer pra não deixar estragar, eu fico com fome, não tem problema. 

Entramos e me sentei ao lado da cama que Ed estava, eu me sentia no direito de ficar ali, mesmo sem o conhecer direito, afinal, ele estava comigo no momento que isso tudo aconteceu, não é por que ele foi espancado que o deixarei só, ainda mais agora que ele precisa né. O enfermeiro do colégio fez alguns curativos nele, lhe deu uma injeção e um remédio para dormir, saiu da sala, porém eu continuei ali, meio que deitada naquela poltrona não tão confortável. 
Realmente?? acho que o que estou fazendo, ninguém nunca fez por ele, pois quando estava vindo com ele pro quarto e ele ainda estava acordado, ele tentava sorrir pra mim e isso foi algo tão verdadeiro sabe? como se ele agora achou alguém que se importa de verdade com ele. E bom... eu passarei o resto da aula aqui com ele, até ele se sentir melhor.

Depois de uns minutos, escuto a porta sendo aberta, mas nem me importei de olhar quem era, continuei com a cabeça virada pra cama que Ed estava, até que me tocaram e quando me virei sorri. 

Justin Narrando...

Quando Mellanie pediu pra eu ajudar o nerd, me toquei de que estava rindo de uma coisa absurda. Mano, eu já fui assim, qual é... eu mudei, não posso ficar aqui parado rindo de uma coisa dessas, logo puxei o Léo pela gola o jogando pro outro lado do chão e falei bem na sua cara que o levaria pra secretária. Pow cara, ele é meu colega, mas isso realmente é covardia. O fiz levantar e segurei em sua camisa por trás o tirando dali e o levando pra secretária, que não ficava tão longe. Agora me pergunto: como ninguém escutou isso? como não vieram ver? ... ok, irei continuar com essa dúvida, porém não é o que importa agora.

Léo: Qual é Justin, me larga.
Jus: Cala boca Leonardo. ~o chamo pelo nome quando realmente estou puto

Bati na porta já em frente a secretária e me mandaram entrar, entrei e joguei Léo na cadeira, fazendo a diretora me olhar assustada. 

Carla: O que houve Sr. Bieber? Aprontou de novo? ~disse ajeitando o óculos
Jus: Foi briga sim diretora, porém não foi eu, e sim esse imbecil. 
Carla: Olha como fala aqui Justin. ~disse séria
Jus: Me desculpe. Mas então, ele pegou o lanche de um nerd, mas ai ele foi tentar pegar de volta e o Léo o empurrou e começou a socá-lo.
Carla: O que fez foi errado Leonardo, sabe das consequências, não sabe?
Léo: Sei sim senhora. ~abaixou a cabeça
Carla: E Bieber, uma coisa que não entendi é, por que está entregando um colega seu?
Jus: Porque o que ele fez foi errado, srtª Carla. 
Carla: Sim, foi errado... mas, por que você? um garoto que também já arrumou uma confusão dessas aqui no colégio.
Jus: Eu to mudando, estou ficando melhor não estou? ~abri um sorrisão 
Carla: Está sim Bieber, espero que continue assim. ~sorriu~ E você sr. Leonardo, porque não segue o mesmo comportamento do Justin?
Léo: Ele é um idiota. ~bufou, dei um tapa na sua cabeça o fazendo reclamar 
Carla: Enfim, Léo você está suspenso esses dias e Bieber, obrigado por traze-lo aqui. 
Jus: Não tem nada srtª Carla. 
Carla: E Léo, vai na sala, pega seus materiais e já pode ir embora, ok? 3 dias em casa de suspensão. 
Léo: Que droga cara, minha mãe vai me matar.
Carla: Pensasse isso antes de agir daquela maneira.

Sai e o Leonardo também, ele foi pra sala buscar seu material e então eu voltei pro refeitório. Achei as meninas, porém não vi Mellanie.

Jus: Gente cadê a Mel? 
Liz: Mel? mas já ta chamando assim? ~riu
Jus: Sim. ~rolei os olhos~ Agora podem me dizer onde ela está?
Liz: Foi pra enfermaria pra acompanhar o Eduard e a propósito, tadinha, deve estar com fome, pois seu lanche ta todo aqui. 
Jus: Vou levar pra ela. ~falei e peguei a bandeja saindo de la

Fui em direção a enfermaria com só uma coisa na cabeça: Como ela pode ter um coração tão grande assim? Assim que cheguei lá girei a maçaneta e a vi deitada meio desajeitada na poltrona, sorri e me aproximei e com a mão que estava vazia cutuquei seu braço pra ver se ela estava acordada, ela se virou no mesmo instante e sorriu, sorri de volta e lhe entreguei a bandeja com seus lanches, ela sorriu e começou a devorar tudo, parecia que realmente estava com fome e não comia a séculos, sorri e resolvi deixá-la comer em paz, quando já estava perto da porta pra sair, ela me chamou quase em um sussurro, me virei e ela sussurrou:

Mel: Muito obrigada. ~sorriu



Sorri grandiosamente, não sei por que, mas seu sorriso me deixou bem, fez sentir que eu fiz a coisa certa pelo menos uma vez na vida, fez eu ver que ela realmente se orgulhou de mim em algo e espero que eu possa continuar assim, ajudando as pessoas, porque nós sempre devemos fazer uma boa ação, e se for por mim, a partir de agora, estarei começando a fazer isso sempre.


Continua...
E ai leitoras lindas, como estão? *-* Espero que bem!
Então gente, eu sei que demorei pra postar, mas foi pq tinha poucos comentários poxa :c
Eu pensei que vocês tinham me abandonado ou algo parecido. 
Mas então, postei com tudo e desculpa ae pra quem comentou viu? nha :3
Beijundas, amo vocês s2'
COMENTEM mt <33

RESPOSTAS

ASK.FM

Divulgando: 

10/20/2012

Thought of You - 17º Capitulo

Garota, não seja tímida você não saberá se nunca tentar, tentar, tentar, Quando você anda, você é a única que chama a atenção dos meus olhos, olhos, olhos - Out of town girl, Justin Bieber



Chris: Justin? O que você faz aqui? 

vish... '-'

Jus: Como o que eu vim fazer aqui? eu falei pra... 

Justin parou assim que me viu fazendo gestos atrás do Christian, pra ele calar a boca, e continuou só que inventando outra história.

Jus: Por que eu tava afim de passear com a... a... 

vamos rir, ele esqueceu o nome da vadia. haha'

Xx: Tati. ~disse ela semicerrando os olhos 
Jus: Isso. ~coçou a nuca~ Ai logo me veio esse restaurante na cabeça, pois é, aqui é muito... legal. 

Não consegui prender e soltei um riso pelo nariz, fazendo a bitch me olhar com cara de nojo e em seguida pegando o cardápio pra escolher algo pra comer.

Jus: Senta ai gente.

Christian já ia se sentando na mesma mesa que eles, porém puxei seu braço o fazendo olhar pra mim e sussurrei: 

Mel: Vamos pra outra mesa. 

Justin tinha escutado e como é idiota, protestou. 

Jus: Não mano, faço questão que vocês sentem aqui, vou ficar mal se não sentarem.
Mel: Mas...

Christian apenas me puxou e sentamos nas cadeiras da frente. Fiquei bem de frente pro Justin, ele olhou pra mim sorrindo sínico enquanto Christian olhava o cardápio. Revirei os olhos e disfarçadamente mandei o dedo do meio pra ele, o fazendo rir, aliás... o fazendo berrar de tanto rir. Christian e a bitch abaixaram o cardápio e nos olhava com um certo ponto de interrogação, sorri sem graça pro Christian e disse apenas: "Não liga pra ele, sabe como ele é retardado".



Chris apenas assentiu e quando voltou a olhar pro cardápio olhei pro Justin com um olhar matador. Ele novamente riu, só que dessa vez não foi nada de chamar atenção. 

Tati: Justin eu vou querer... ~ele a interrompeu
Jus: Eu que vou escolher o que vamos comer, afinal, só te trouxe pra me fazer companhia e não pra comer por minha conta. 



Não me aguentei e comecei a rir. Enquanto eu ria, Christian tinha cara de quem não entendeu nada, olhei pra vadia da Tati e ela o olhava como tivesse sido ofendida e a cara do Justin pra ela? era essa ↓↓↓↓ o que me fez rir mais ainda.


Cara o Justin não presta, essa foi muito boa, foi pra esfregar na cara dessa lambisgoia aproveitadora que... que ele não a pegaria hoje. u.u

Chris: Não to entendendo mais nada... você não tinha dito que está aqui por que quis trazê-la pra jantar? por que agora ta dizendo que ela só veio pra lhe fazer companhia.
Jus: Na verdade... ~o interrompi
Mel: Na verdade o Justin já deve ter bebido uma e não sabe mais o que ta falando, ignora ele bebê.
Jus: Aham pow, super me ignora... eu que sou o errado aqui. ~disse olhando pra mim
Tati: Eu é que não to entendendo mais nada. 
Mel: Loira burra.
Tati: Minha querida, você não pode falar nada, você também é loira. ~riu debochada
Mel: Sim, eu sou loira, mas não sou burra. 
Jus: É verdade, não fez sentido Mellanie, você também é loira. ~riu
Mel: Mas... mas eu quis dizer que... arg, eu quis dizer que ela é burra, mas eu não. ~cruzei os braços fazendo biquinho, ok, confesso que fui burra agora.
Chris: awn. ~me selou

Justin rapidamente tratou de selar a menina e em seguida olhou para nós como quisesse mostrar que também pode fazer isso a qualquer hora. Christian agiu naturalmente como se fosse algo normal, mas eu não, eu rolei os olhos, por que eu não gosto de falsidade e isso foi uma. Ele está fazendo isso pra que mesmo? ah, também não sei, ainda to querendo saber, quem souber, por favor... me fala?

Essa tal de Tati abriu um sorriso enorme depois disso. Bufei e então o garçom apareceu e todos nós fizemos os pedidos. Christian puxou meu queixo fazendo eu olhar pra ele, mas bem... meu olhar foi pra sua boca, pois ele tinha acabado de passar a língua sobre seus lábios, mordi os lábios e segurei em sua nuca aproximando meu rosto do dele, Christian terminou de   acabar com o espaço que havia entre nós e nos beijamos. Escutei uma bufada e percebi que vinha do Justin, assim que terminamos de nos beijar por falta de ar, vi Justin começar a beijar aquela vadia. Semicerrei os olhos e cruzei os braços fingindo não ligar e olhar pra outra coisa, assim que eles acabaram Justin olhou pra mim com a boca toda suja de batom vermelho. Então apenas falei rindo de deboche com sua cara: "Ta sujinho aqui", e ele olhou com um olhar matador para Tati, que estava com um sorriso enorme no rosto, ignorei essa cena patética que não achei que veria aqui hoje e deitei no ombro do Christian pra aguardar nosso pedido, então ele envolveu seu braço em meu pescoço e ficamos assim. Quando os pedidos chegaram começamos a comer em silêncio e quando olhei pro Justin, percebi que ele me olhava, mas quando viu que eu percebi isso logo desviou o olhar pra qualquer lugar dali. 
Terminamos de jantar e então ficamos conversando, ou melhor,  a vadia ficava querendo chamar atenção dos meninos, exatamente isso que você leu, ela tentava chamar atenção até mesmo do Christian, porém ele percebeu isso e como ele não gosta de garotas vulgares e oferecidas, ele tratava de ignorar e continuar conversando. A garota é tão puta que descia mais o decote pra se mostrar e bem, ela fazia isso como se tivesse peito, por que aquilo ali nem se compara com o meu. Ta eu não to querendo me convencer de nada, só estou relatando a verdade.
Justin ela conseguia tapiá, esse idiota ainda vai fazer merda, to até vendo. Depois de um tempo os meninos pediram as contas e pagaram, nos levantamos e dei a mão no Christian, percebi que a menina tentava pegar a mão do Justin mas ele simplesmente a colocou no bolso de sua calça. A TROUXA, hahaha'

Saímos do restaurante e Christian me perguntou se eu queria dar uma volta A SÓS, Justin parece que entendeu o recado e logo disse que ia dar uma volta com Tati também, ele deu um tapa em sua bunda a fazendo rir maliciosa. 

OK, ESPERE UM SEGUNDO, QUE EU VOU VOMITAR.

Sabia que esse garoto iria aprontar e na boa, quem vai se ferrar vai ser ele e não eu. Chris abriu o carro pra mim e então eu entrei e ele logo entrou em seguida. Depois Justin entrou no seu, deixando Tati com cara de taxo, achando que ele seria gentil e abriria a porta pra ela, ri pelo nariz e vi ela mesmo abrindo a porta do carro dele e entrando em seguida com uma cara nada boa. 

Saímos dali e Christian deu a ideia de irmos andar em uma praça que é próxima dali, ela era linda, eu conheço, e ela tem um belo lago que a noite seria bem legal de se ver.
E bom o passeio do Justin, com certeza, sem dúvidas é pra um motel. Mas bom, eu realmente acho que ele só estará fodido quando chegar em casa pela manhã e Pattie souber dessa história. 

Justin Narrando...

Assim que entrei no carro a Tati entrou em seguida, com uma cara nada boa. 

Tati: Podia ter sido cavaleiro igual ao Christian e ter aberto a porta pra mim, né.
Jus: Cavaleiro é aqueles que cuidam de cavalo. ~ri
Tati: Aff ~bufou e cruzou os braços~

Coloquei a mão em sua perna e apertei, ela olhou pra mim sorrindo maliciosa e então liguei o carro e sai dali cantando pneu. Depois de um tempo parei o carro e Tati olhou pra mim com uma certa dúvida.

Tati: Por que estamos aqui?
Jus: Por que sim (?)
Tati: Mas eu pensei que iríamos a um motel. 
Jus: Pensou errado gatinha, nada melhor do que fazer isso em casa. ~pisquei
Tati: Hm, então... o que será que faremos aqui? ~mordeu os lábios
Jus: Eu nada, você entrará e vai dormir. ~ri sínico
Tati: Hã? como assim? não to entendendo mais nada.
Jus: ~rolei os olhos~ Quer que eu te convide pra sair? é isso?
Tati: Claro gatinho.
Jus: Tudo bem... então Tati, você quer sair?
Tati: Claro, pra onde?
Jus: Você quer SAIR do meu carro, fazendo o favor. ~ri
Tati: Justin, mas você... ~a interrompi 
Jus: Sai logo vadia, sai  que eu não quero nada com você, não percebeu isso?
Tati: Você é um idiota, eu poderia te dar uma noite inteira de prazer. ~disse se enrolando pra abrir a porta do carro
Jus: Sou mesmo, sou idiota de ter te chamado pra sair. Agora vaza.

Finalmente ela conseguiu sair do carro e então só de sacanagem pra provocar eu falei:

Jus: Ah não, volta aqui, você me deixou de pau duro. ~ri

Ela simplesmente me mandou o dedo do meio e então liguei o som e parti pra casa ainda rindo da cara dessa vadia. Coitada.

Cheguei em casa e deixei o carro lá na rua mesmo, aqui não tem perigo de roubo ou coisas assim. Afinal, eu sou rico e moro em um condomínio fechado, então sobre isso não há problema. Assim que entrei, percebi que tinha alguém em casa, mas acho que não seria a Mellanie por ela acabou de "sair" para um passeio com o "bebê" dela. Pensei tudo isso em um tom irônico e foda-se. Olhei no calendário e percebi que já era pra minha mãe ter chegado, e aliás, estou sentindo sua falta. Subi as escadas correndo e fui até a porta de seu quarto, vai que é ela que chegou. Dei duas batidas na porta e falei: "Mãe?", escutei passos se aproximando e ela abriu a porta com um sorriso no rosto e se afastou pra que eu pudesse entrar e então a abracei e tirei-a do chão a levando pro meio do quarto, ela ria.

(gente, eu apaixonei nessa parte da twitcam dele ç.ç) (ignorem meus avós ç.ç haha' s2)

Jus: Que saudades da minha rainha. 
P: Que saudades do meu príncipe. ~riu 

A risada da minha mãe é muito gostosa de se escutar mano, vem k e me morde. (ok, essa frase é minha, mas eu quis usar aqui u.u haha')

P: Como andam as coisas? ~disse se sentando
Jus: Ta tudo bem mãe. ~disse sentando ao seu lado
P: Tem aprontado muito sr. Justin? 
Jus: Claro que não mãe, eu te respeito e não fiz mais aquilo.
P: Hum... acho isso muito bom. ~sorriu e se levantou 
Jus: Onde vai?
P: Pegar meu celular. 
Jus: ok. 

Quando ela voltou ela me deu um abraço de lado e então toquei em seu braço e falei:

Jus: Awn mãe, eu te amo muito. 

(apaixonei dms nessa parte tbm gente :3) (agora, ignorem meu Ryan ç.ç s2)

P: E a Mellanie? onde está?
Jus: A gente tinha saído pra jantar, só que depois ela foi dar uma volta com o Christian.
P: Ata, eu trouxe um presentinho pra ela. 
Jus: O que seria?
P: Um notebook... eu disse pra ela que compraria. ~sorriu
Jus: Ah sim. ~sorri e me levantei~ Vou pro meu quarto tomar meu banho e ir dormir, eu te amo. ~beijei sua testa~
P: Também te amo. ~sorriu

Fui pro meu quarto e fui direto pro banheiro, me despi e fui tomar meu banho. Assim que terminei, voltei pro meu quarto só de toalha e coloquei minha box, fui em direção a cama e deixei meu celular em cima da mesma, logo depois sai do meu quarto e desci pra tomar um copo d'água. Quando ia voltando da cozinha dou de cara com a Mellanie entrando em casa, ela ainda não tinha me visto, mas quando isso acontecer, certamente ela irá se assustar (?)

E foi bem isso que aconteceu quando ela se virou. 

Mel: AAAAAAAA Justin, que susto, o que está fazendo em casa a essa hora? e assim... só de cueca. ~disse tapando os olhos
Jus: Ué, eu não posso mais estar ma minha casa a essa hora e só de cueca?
Mel: Não quando se tem uma menina na sua casa.
Jus: Mas essa menina não estava em casa.
Mel: Mas agora está e está vendo o menino só de cueca.
Jus: E o menino não é vidente pra saber a hora que a dondoca ia chegar. 
Mel: Ta ta bom, mas o que está fazendo aqui tão cedo? Não ia levar a Tati pra "passear"? ~fez aspas com os dedos
Jus: E levei pow, no caminho da casa dela, ela "passeou" no meu carro. ~ri
Mel: Não acredito que você... ~começou a rir~ Você é um idiota mesmo, deve ter deixado a bitch puta. ~riu mais ainda
Jus: Sim, ela ficou. ~ri junto
Mel: ai ai, você não presta. ~disse se acalmando
Jus: Realmente. 
Mel: Ok agora, vou subir, boa noite.
Jus: Antes da uma passadinha no quarto da minha mãe, entrei lá e vi um negócio seu lá. ~menti
Mel: Ah é? hm... ta bom. 

Subiu correndo e então subi atrás voltando pro meu quarto, entrei e deitei na cama, liguei o ar com o controle e fiquei mexendo no celular até pegar no sono. 

Mellanie Narrando...

Assim que subi fui em direção ao quarto da Pattie, como de costume bati, mesmo sabendo que não tem ninguém, pois sei lá né, é bom ser educada. u.u
Escutei passos e então me assustei, mas assim que abriram a porta vi que era a Pattie, e ela tinha voltado, aaaah que saudades. 

Mel: Pattie. ~a abracei forte
P: Querida, que saudades.
Mel: Demais mesmo. ~sorri
P: Como está? ~disse segurando em meus ombros e me olhando 
Mel: Estou bem, e você?
P: Estou ótima. ~sorriu
Mel: E como foi a viagem? 
P: Ah foi cansativa, mas algumas coisas até que foram legais. ~disse se sentando
Mel: Ah imagino né. ~sentei-me ao seu lado
P: E como estavam as coisas por aqui, antes deu voltar? 
Mel: Estava tudo bem. 
P: Sério mesmo? Justin me falou, mas sabe como é, as vezes ficam umas certas dúvidas vindo as coisas dele.
Mel: Ele não mentiu, ele está até melhor. 
P: Sério? awn, é muito bom saber disso.
Mel: É sim, nós conversamos e estamos nos dando bem sabe, estamos sendo que nem irmãos de verdade. ~ri
P: Oh, isso é ótimo.
Mel: É sim. 
P: Hum, espera ai, tenho um negócio pra você.
Mel: Ok. ~sorri e Pattie se levantou

Futricou alguma coisa na bolsa e então pegou uma caixa meio grandinha e trouxe até a mim, sorri sem graça assim que ela me deu e disse:

P: Espero que goste, foi eu mesma que escolhi.
Mel: Obrigada, tenho certeza que vou amar.

Assim que tirei o embrulho e abri a caixa, tirei de lá um notebook incrivelmente lindo. Era muito obvio que qualquer coisa que ela me desse eu amaria. Sorri e a abracei, agradecendo. 

Mel: Muito obrigado Pattie, é lindo, eu amei. ~sorri o admirando
P: Que bom que gostou, fico feliz. 

Sorri. 

Mel: Então, vou pro meu quarto tomar um banho e ir dormir. ~disse me levantando
P: Ok querida, vai lá. ~sorriu
Mel: E mais uma vez, obrigada. ~beijei sua testa
P: Não tem de que. 

Sai de seu quarto com um sorriso no rosto e fui pro meu, entrei e coloquei o notebook em cima da mesinha que tenho no meu quarto e fui em direção pro banheiro, tomei um banho e depois voltei pro quarto e coloquei meu baby doll do ursinho pool :3
Peguei meu notebook e o liguei, aqui em casa tinha wi-fi, coloquei a senha que Justin já tinha me falado e então entrei na internet (facebook e twitter), as meninas estavam online, conversei com elas um pouco e depois decidi desligá-lo, mandei beijo pra elas e sai. Desliguei o notebook e o fechei, levantei da cama e o coloquei novamente em cima da mesa, depois deitei novamente na cama, esperando o sono chegar, depois de um tempo ele veio e então apaguei. 

Continua...
E ai amores, como estão? Espero que bem. *-*
Ta ai mais um Capitulo pra vocês, sei que ta ruim :/ mas espero que gostem. 
E COMENTEM muito pra mim, ok? 
Amo os comentários lindos de bonitos de vocês, mt obg pra todas que comentam, vocês são umas lindas u.u 
Então é isso, beijo do Biebs, amo vocês s2'

DIVULGANDO:


s2s2s2s2


10/10/2012

Thought of You - 16º Capitulo

Oh, eu não tenho que pedir, eu posso dizer que você vai esperar por mim, Oh, o que eu tenho que fazer só para mostrar a você que eu quero você perto, perto, perto, perto perto - Out Of Town Girl, JB




ISSO NÃO PODE SER CIÚMES.

Não mano, não é possível, por que eu to tão incomodado com isso? eu já entendi que eles estão ficando, mas parece que meu coração não entende. Isso não pode ta acontecendo, sério mesmo, isso tem que mudar, mas como? o que eu faço?

Me levantei dali e voltei pra sala vendo os dois juntos no sofá assistindo TV, não falei nada e apenas subi pro meu quarto me tacando na cama de barriga pra baixo e soltando um leve suspiro. Nosso beijo tomou minha mente naquele momento, não sei por que mas eu tinha uma grande vontade de senti-los novamente. Bati em minha testa tentando afastar esses pensamentos sem lógica e ... mano que caralho, ela não sai da minha cabeça. Mas pensando bem, deve ser por que estamos começando a nos dar bem, deve ser isso mesmo.

Apaguei. 

[...]

Mellanie Narrando...

Quando Christian foi embora já era de noite, então desliguei a TV e subi correndo a procura de Justin. Pois desde que o Chris chegou ele não apareceu mais, me preocupo com ele agora, bom, nem tanto mas me preocupo. Bati na porta de seu quarto e ele não atendeu, como de costume abri a mesma lentamente e coloquei a cabeça pra dentro pra ver se o achava e o vi deitado na cama dormindo feito um... anjo. Entrei em seu quarto sem fazer barulho e me aproximei de sua cama, me sentando na pontinha do lado dele e mexendo de leve em seu cabelo. Pois é, eu gosto de mexer no cabelo dele, é muito lisinho, muito bom de tocar. Olhei no relógio meio travessa e subi em cima dele, mas nada dele se mexer ou acordar, então sendo assim me sentei em sua bunda ~que por sinal é enorme e durinha~ e fiquei quicando em cima dela. Pfvr vcs, sem maldade u.u

Justin resmungou alguma coisa que eu não pudê ouvir direito e se virou ficando agora de barriga pra cima sem ao menos que eu percebesse. Eu continuava me mexendo em cima dele com os olhos fechados, sem perceber que agora ele estava virado pra cima e me encarando de olhos arregalados. Senti algo duro em baixo de mim e abri meus olhos olhando seu rosto, saquei logo a situação e sai de cima dele rapidamente, o fazendo colocar a mão em seu 'amiguinho'. Corei violentamente e coloquei a mão no rosto super, hiper, mega, power sem graça. Justin continuou com suas mãos lá e se sentou na cama, ainda me olhando indignado. Não falávamos nada um pro outro, olhei pro seu rosto e ele então riu e quebrou o silêncio que havia lá.

Jus: Por que fez isso?
Mel: Isso o que? 
Jus: Por que estava pulando em cima de mim?
Mel: Pra te acordar.
Jus: Acho que você acordou outra coisa. ~riu
Mel: Para. ;$
Jus: Cara, olha isso, ta muito duro. ~disse tirando a mão pra eu ver
Mel: Não quero ver isso. ~disse tapando os olhos
Jus: Mellanie, você tem noção do que você fez?
Mel: Eu não pensei que...
Jus: Tu me deixou excitado pra caralho.
Mel: Justin, para de falar nessas coisas, somos "irmãos". 
Jus: Eu não tenho culpa. 
Mel: Tem sim. Por que você virou? 
Jus: Eu ia continuar daquele jeito sendo que tem alguém pinotando em cima de mim?
Mel: Não, mas... sei lá. 
Jus: ~riu~ Não tem problema, vou ali me aliviar. ~disse levantando
Mel: Justin, tampa isso ai. 
Jus: Qual o problema? Você já viu mesmo!
Mel: Mas não sou obrigada a ficar vendo esse tipo de coisas o tempo todo. 
Jus: Só viu hoje e agora.
Mel: E já foi demais.
Jus: Isso não te excitou nem um pouco? ~disse se aproximando de mim
Jus: Justin. ~resmunguei 
Jus: É sério cara, isso geralmente excita as mulheres.
Mel: Mas eu não sou assim, não sou acostumada com isso, não gosto disso. 
Jus: Porra, tu não gosta disso? Tem problemas, por que isso é bom demais.
Mel: Não sei se lembra, mas até pouco tempo eu ainda era BV.
Jus: Nuss, verdade, deixa quieto então.
Mel: Melhor assim, deixa pra quando eu estiver preparada e com alguém que eu ame e que me ame de verdade, ai eu posso até pensar nessas coisas.
Mel: Vai morrer virgem.
Mel: Como é que é?
Jus: É isso ai Mellanie, homem só ama na hora de transar, amor na verdade não existe.
Mel: Fala isso quando tiver amando alguém pra você ver.
Jus: Eu nunca vou amar alguém. ~riu
Mel: Dúvido, vai mesmo querer morrer sem alguém do teu lado? aquele alguém que possa cuidar de você e te dar amor e carinho? ata viu.
Jus: Não é preciso, eu posso pegar quantas mulheres eu quiser.
Mel: Mas pense bem... quando você tiver velhinho, acha mesmo que ainda vai conseguir pegar todas? Acha mesmo que quando todas estiverem velhinhas igual a você, elas não já terão juízo na cabeça e terão sua própria família? Pois é, elas terão mais juízo que você Justin, que vai morrer sem ninguém do seu lado, vai viver sem amor, algo que é completamente incrível e bom de se sentir, mas pelo visto você não pensa assim né? 
Jus: Eu... 
Mel: Sei que ficou sem palavras, não quero que fale nada, apenas que pense. Estou tentando fazer isso pro seu bem, estou tentando ser uma boa "irmã", alguém que você possa confiar e alguém que possa te ajudar. Mas não depende só de mim, depende de você também querer mudar, por que eu sei que no fundo você tem um bom coração e sinto que você ainda vai achar alguém especial.

Sai de seu quarto calmamente e desci pra ir procurar algo pra comer, abri a geladeira e peguei um monte de coisa pra fazer um sanduíche, pois é, eu gosto muito u.u
Assim que terminei o meu, Justin chegou na cozinha coçando a nuca.

Mel: Quer um sanduíche também Justin?
Jus: ahn?
Mel: Estou perguntando se você também quer um sanduíche.
Jus: Não está irritada comigo? 
Mel: Não, por que estaria? 
Jus: Você disse aquelas coisas, achei que tivesse ficado irritada.
Mel: Ata, não estou... vai querer ou não?
Jus: Quero sim. ~sorriu
Mel: Ok. 

Fiz seu sanduíche e comemos em silêncio ali mesmo. Olhei pro Justin que parecia refletir, deixei meu sanduíche de lado e fui fazer uma boa ação, talvez um abraço resolva. O abracei de lado e ele me olhou e deu um sorriso de canto, passou seus braços no meu pescoço e se virou me abraçando forte de frente, eu realmente sabia que ele precisava disso.

Jus: Você é uma boa irmã. ~riu
Mel: Demais da conta. ~sorri

Voltei pro meu lugar e continuei a comer meu sanduíche enquanto Justin ia pegar suco pra nós. Quando terminamos de lanchar, subimos e cada um foi pro seu quarto. Tomei meu banho e coloquei minha camisola do ursinho pooh, logo depois sai do quarto pra poder apagar as luzes e fechar a casa, mas Justin já estava lá em baixo fazendo isso, então parei no meio da escada e fiquei o observando fechar a última porta. Assim que ele me viu, sorriu pra mim e então apagou a última luz e subiu até chegar perto de mim, segurou minha cintura e deu um beijo na minha bochecha, sorri e subimos, dei boa noite pra ele que me retribuiu e cada um entrou em seu quarto. 

[...]

Justin Narrando...

Acordei e me arrumei pra ir ao colégio, peguei minha mochila e coloquei meu iphone no bolso da calça e sai do quarto, dei duas batidas no quarto da Mellanie e avisei que já estava descendo, ouvi ela dizendo que já estava pronta e então desci indo em direção a cozinha pra comer alguma coisa. Geralmente não tomo café da manhã antes de ir pro colégio, é só uma fruta mesmo, pois eu sempre tomo café por lá. Fui pra sala mordendo o pêssego que peguei e vi Mellanie descendo, me deu bom dia e foi em direção a cozinha, provavelmente fazer o mesmo que eu, voltou como de costume com uma maça na mão e fomos em direção ao carro em silêncio. Entramos no carro e partimos pro colégio.

Assim que chegamos cada um foi pro seu lado e então achei as meninas sentadas perto do jardim, dei um beijo nas três e me sentei junto.

Mel: Então gatinhas, qual o assunto de hoje?
Liz: Você não acredita quem pediu pra sair comigo!
Mel: Quem?
Liz: O Vitor, aquele do time de basquete que anda com o Logan e o resto dos meninos
Mel: Ahn, e o que há de extraordinário nisso?
Liz: Ah sei lá, é por que ele é gatinho.
Mel: E você vai? 
Fer: Você ainda duvida disso Mel? 
Mel: Verdade né, não sei nem por que perguntei. 

O sinal tocou e então fomos pra nossa sala. Tivemos a notícia de que a semana de provas já iria começar semana que vem, coisa que eu não me preocupo muito mas que vou ter que estudar do mesmo jeito. Estávamos tendo aula de Inglês -que é a mesma coisa que português aqui.. amo essa matéria, enfim- e como eu amo essa matéria foi super legal. Depois tivemos aula de biologia, falamos sobre DNA e RNA, que também sei bastante. A professora Shirley que é a de biologia começou a fazer perguntas pra turma para que fosse fácil pra gravarmos para as provas e as coisas que eu sabia eu ia respondendo.

Shirley: Qual a função do DNA? ~levantei a mão~ Responda Mellanie.
Mel: A principal função do DNA é passar o material genético para os descendentes, além de conter genes fundamentais para a produção de proteínas fundamentais à vida.
Shirley: Muito bem Mellanie... Agora sabe me dizer a do RNA?
Mel: Sei sim, o RNA participa do processo de formação de proteínas a partir do DNA, entretanto RNAs podem possuir funções enzimáticas, como os ribossomos, por exemplo.
Shirley: Isso ai, muito bem, próxima pergunta.

Assim se passaram todas as primeiras aulas e o sinal bateu pro intervalo. Me levantei com as meninas e fomos direto pra cantina, comprei uma coca-cola com um Esfolheado de presunto e queijo e elas pediram os lanches delas, fomos atrás de uma mesa vazia porém não tinha, vi Christian e Justin em uma mesa junto com uns garotos conversando e passei por eles ainda segurando minha bandeja, Justin me parou e olhou em volta do local e viu que não tinha nenhuma mesa vazia para nós, então ele expulsou todos os garotos da mesa e ficou somente ele e Christian, ri daquilo e nos sentamos na frente deles. Sorri pro Christian e me levantei pra dar um beijo nele, selei nossos lábios e voltei pro meu lugar pra comer, comemos todos em silêncio, porém de vez em sempre Christian olhava pra mim e piscava, eu apenas ria dele.



O sinal tocou novamente porém era para que todos voltassem pra sala, nos levantamos e então eu abracei o Justin e dei um beijo em sua bochecha e dei um selinho demorado no Christian que logo tratou de meter a língua na minha boca formando um beijo completo. Nos separamos e então sorrimos um pro outro, as meninas se despediram deles e fomos dançando e cantando pra nossa sala. 

Tivemos aulas de matemática e física e na boa, odeia essas matérias. Assim que essas aulas passaram já estávamos liberados, nos levantamos e saímos da sala dando de cara com os meninos na porta nos esperando. aliás, me esperando, como sou importante, adeus. u.u sqn

As meninas foram no armário delas, enquanto eu fui no meu com os dois me seguindo, to me sentindo uma estrela de Hollywood, sério mesmo. Ri do meu pensamento e peguei alguns materiais que eu ia usar pra estudar e guardei na bolsa que logo Christian pegou das minhas mãos e disse que levaria. Sorri e o selei em agradecimento e vi Justin revirar os olhos, ignorei sua ação e fiquei ali com os dois a espera das meninas, que logo chegaram. Fomos todos juntos até o portão da saída enquanto isso Christian vinha comigo, enquanto seu braço músculoso me envolvia. 

Chris: Mel.
Mel: Oi. ~olhei pra ele sorrindo
Chris: Sai comigo hoje?
Mel: Pra onde? 
Chris: Ah, sei lá... vamos jantar fora?
Mel: Hm... ok bebê, por mim tudo bem. 
Christian sorriu.

Chegamos no portão e me despedi das meninas com um abraço e um beijo e depois selei meus lábios no do Chris. Justin envolveu seu braço em meu pescoço e fomos andando em direção ao carro, entramos e voltamos pra casa, enquanto isso eu tava pensando... Até que está sendo legal ficar com o Christian, ele é um garoto e tanto, ele está me fazendo feliz e por mais que eu ainda não o ame isso que importa. 

Chegamos em casa e então entramos, subimos direto cada um pro seu quarto e só saímos depois que tomamos banho e trocamos de roupa. Descemos e Maria já tinha colocado o almoço na mesa, almoçamos os três juntos e logo depois ajudamos ela com as coisas do almoço. Pattie ligou pra saber como estávamos e então disse a ela que estava indo tudo bem, tudo sobre controle, ela achou isso ótimo e então nos despedimos assim que passei pra Justin e eles ficaram conversando durante um tempo enquanto eu assistia desenho na TV. :B

Assim que Justin terminou se juntou a mim e ficamos vendo TV. Pedi pra ele que me ensinasse a mexer nas redes sociais na internet e então ele foi correndo buscar o notebook lá em cima, voltou com ele aberto nos braços e se sentou ao meu lado, entrando em um tal de facebook e twitter. Aquele era o dele, me ensinou que no twitter as pessoas te seguem e você a segue também e que no facebook a diferença é que ao invés de seguir, ela te adicionava. Aquilo era dois meios que temos pra nos contatar com alguém. Me explicou mais ou menos como se mexia naquelas coisas e disse que com o tempo eu ia descobrindo o resto sozinha, então ele fez um e-mail pra mim e logo em seguida uma conta no twitter e no facebook, já foi adicionando alguns conhecidos nossos e no twitter seguindo a ele mesmo e a outras pessoas, que logo me seguiram de volta. Enfim, agradeci a ele que entrou em seu twitter e eu fiquei assistindo TV. Pattie disse que compraria um desses pra mim, então não terei que ficar pegando o dele emprestado e tendo que me deparar com pornografia e fotos de mulher pelada.

As horas se passaram e já tava ficando de noite, Christian me ligou marcando pra sairmos ás 20h, ele viria me buscar aqui em casa. Já eram 19h e nesse exato momento eu estava em meu quarto, escutei batidas na porta e mandei entrar, era Justin.

Jus: E ai? o que está fazendo?
Mel: Apenas descansando.
Jus: Ta cansada de que? não trabalha, não faz nada. ~riu
Mel: Ah bobão, respirar cansa. ~ri dando língua pra ele
Jus: Engano seu. Respirar só cansa quando se está ofegando forte, que é quando você transa por exemplo, ai cansa mesmo.
Mel: Nossa Justin, sem esses assuntos pra mim por favor. 
Jus: Tudo bem. ~riu
Mel: O que quer? ~percebi que ele queria falar algo
Jus: Ah sei lá, queria saber se você quer sair pra jantar fora. 
Mel: Vishe, eu já vou sair pra jantar com o Chris.
Jus: Hm... ah é? ~coçou a nuca
Mel: Aham. 
Jus: Que ótimo, eu... eu vou também.

Justin Narrando...

Assim que ela disse que já sairia pra jantar com Christian, a única coisa que me veio na cabeça foi em ir junto. Não vejo problema nenhum nisso né, é só eu chamar qualquer vadia pra ir comigo e ta certo, também não quero ter que ficar de vela, isso seria demais.

Jus: Que ótimo, eu... eu vou também.
Mel: Hã? Ta maluco? É um encontro a dois... de "casal" o que você vai fazer lá Justin?
Jus: Vou ir com alguém também ué, se é de casal, pode ser de casais.
Mel: Vai... vai com alguém?
Jus: Vou, afinal, não quero ficar de vela, estou indo me arrumar. 

Sai de seu quarto e fui pro meu, peguei meu iphone e liguei pra Tati, é só pra me fazer companhia né, eu não poderia fazer mais nada além disso. Ela disse que iria sim e então eu disse que passava na casa dela. Qual é, estou tentando ser cavaleiro, algo que eu não sou né... mas enfim. Fui pro banheiro tomei um banho gelado e voltei pro quarto já de box, procurei uma roupa maneira pra um jantar, algo que não precisa ser tão exagerado, e depois me vesti. Fui pra frente do espelho e deixei meu cabelo pra cima, passei meu perfume e já estava pronto

Passei pelo quarto de Mellanie e falei que já estava indo, ela disse que Christian viria buscar ela, perguntei que horas eles tinham marcado e ela disse que era ás 20h, faltava 15 minutos, perguntei o local e então ela me falou que era um restaurante que tinha aqui por perto, desci e fui pro carro pra ir buscar a Tati... nome de puta mesmo, mas enfim.

Mellanie Narrando...

Ainda não tava gostando da ideia do Justin ir e levar alguém... Sei lá sabe, não queria nem que ele fosse, queria ir somente eu e Christian, que por sinal nem sabe que Justin "vai com a gente". Já estava pronta depois de horas me arrumando, ok mentira... depois de 40 minutos mesmo. Peguei minha bolsa e meu celular e desci, em estantes Christian buzinou, entrei no carro e o selei, ele sorriu.

Chris: Está maravilhosa Mel. 
Mel: São seus olhos, você também está lindo. ~sorri tímida 
Chris: Obrigado. ~riu 

Chris ligou o carro novamente e partimos de casa. Bom, prefiro não contar pra ele que Justin irá também, por que talvez ele queira sair comigo realmente na intenção de ser a sós e se eu contar ele vai querer ir pra outro lugar, sendo que quem ficaria puto comigo por causa disso seria o Justin, então é melhor eu fingir que não sei de nada e lá ele vê.

Assim que chegamos no restaurante Chris estacionou o carro e saiu do mesmo indo abrir a porta pra mim, sorri em forma de agradecimento e demos a mão entrando juntos no restaurante. Fomos pra uma parte mais vazia e lá eu já pude avistar o Justin sentado em uma mesa com uma puta loira. Pois é, ela é puta, só pela cara você vê isso. Engoli um seco e percebi que Chris ainda não tinha visto, andamos mais um pouco até que Justin nos viu e acenou para nós, Christian meio que arregalou o olho e se aproximou me puxando meio incrédulo.

Chris: Justin? O que você faz aqui? 

vish... '-'

Continua...
Heeeeeeey, voltei õ/ sorry novamente e tals e.e não vou me explicar muito por que sempre que demoro é por um motivo: Criatividade. 
Enfim, mas um cap. pra vocês e esperam que tenham gostado *-*
Próximo capitulo eu respondo os comentários de vocês, ok amores?! Mas fiquem sabendo que li todos e amei por demais, vocês são uns anjos :3
Amo dms quando muita de vocês comentam, isso realmente me deixa feliz :D
é isso minhas negas, COMENTEEEM mt ok? 
E pra quem lê a Destiny fiquem cientes de que provavelmente vou postar ela amanhã *-* 
Então é isso ai, beijoooooos do Biebs ;* s2